Conjuntura actual

Atravessamos momentos únicos. Para situações extraordinárias, soluções extraordinárias se impuseram e foi necessário reinventar e reorganizar a forma de trabalhar. Neste contexto, a capacidade de motivação é essencial.

Trabalhar remotamente foi a solução encontrada para contornar a situação. Eficaz mas igualmente complexa e desafiante. Por um lado, o coabitar entre a vida pessoal e a profissional, por outro, a necessidade imperiosa de nos auto motivarmos de forma a produzir resultados diariamente, mantendo-nos em sintonia com os objectivos das nossas organizações.

Mas como é que se motivam pessoas à distância? Falamos de uma força que vem de fora para dentro ou também somos chamados a assumir o papel de protagonistas nesta desafiante necessidade de motivar?

Falar de motivação conduz-nos a duas perspectivas distintas: motivação extrínseca e intrínseca.

Ambas coabitam no ser humano, motivando-o, mas será de igual forma? Quais serão as principais semelhanças e diferenças entre ambas? Qual é a mais mobilizadora e poderosa? Farão as duas o indivíduo igualmente feliz?

Motivação Extrínseca

Tem origem em factores externos ao indivíduo como, por exemplo, uma recompensa monetária. As tarefas são realizadas em função de uma recompensa ou de uma punição. Estas funcionam como “combustível” que leva à mobilização. Óbvio que, retirada a recompensa, o sujeito vai deixar de se mobilizar, de estar motivado, visto que não tem nada a ganhar nem a perder se não executar a tarefa. Este tipo de motivação é inconstante, depende totalmente de factores externos. Pode não se gostar da tarefa em si mas a recompensa leva à execução, o que implica necessariamente pouca satisfação e ausência de prazer.

Motivação Intrínseca

Tem origem em factores internos ao indivíduo, relaciona-se com a forma de ser, com os seus interesses e gostos. Não há necessidade de recompensas, visto que a tarefa em si própria, representa um interesse, algo de que se gosta ou faz parte da maneira de ser. Este tipo de motivação é constante, depende unicamente do sujeito e não de factores externos. A tarefa deixa de ser uma obrigação, um meio para atingir um fim (recompensa), para representar um fim em si própria. Como é óbvio, está relacionado com a felicidade e com a realização pessoal. 

Têm mais sucesso os indivíduos que estão motivados intrinsecamente, quando comparados com os restantes.

Porém, a motivação intrínseca, sendo algo interno ao próprio, é subjectivo e depender da perspectiva de cada um.

Binómio

A motivação intrínseca é inerente ou inata à pessoa, não precisa de influência externa para fazer as coisas acontecerem. É o impulsionador pessoal mais eficaz. Geralmente está associada a metas, a objectivos e projectos pessoais que estimulam o indivíduo a acordar todos os dias, a enfrentar o trânsito e a dedicar horas intensas ao trabalho. Este é um tipo de sentimento que está presente na maioria das pessoas, pois é o que gera força para estar em movimento, conquistar coisas e escrever a sua história, tornando-se o protagonista da própria vida.

A motivação extrínseca é uma recompensa ou incentivo fornecido por uma pessoa ou entidade externa para obrigar a outra a agir. As empresas normalmente usam estruturas de remuneração, elogios públicos e prémios aos colaboradores como motivadores extrínsecos para os incentivar a trabalhar em níveis superiores. Trata-se de um factor complementar.

Os efeitos positivos do estímulo

Sem motivação, o indivíduo não consegue sentir-se predisposto à realização das suas tarefas diárias.

Assim, o estímulo pode estar relacionado a factores internos, tais como as emoções, ou aos externos, tais como as relações no ambiente de trabalho.

Independentemente da perspectiva, os motivos para agir devem ser identificados claramente por cada um. É importante que cada um se conheça profundamente. O auto-conhecimento aponta com clareza o que pode (ou não) ser o combustível do ser humano.

Associado ao tema, consulte o nosso último artigo em: http://www.connecta.cc/os-desafios-de-liderar-a-distancia/

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *